sexta-feira, 20 de junho de 2008

Não podia ser de outro jeito

Todo mundo já ouviu falar de nomes que condicionam destinos.

Pois aconteceu em Jundiaí, São Paulo, de começar a jorrar sangue humano fresco do piso de uma casa onde vive um casal de idosos. O detalhe está no nome da rua: Antonio Bizarro. Para piorar o condicionamento, o bairro também se chama Bizarro.

Se acha que estou brincando, clique aqui e confira a notícia.

3 Deixe seu comentário::

Guilherme disse...

Ao menos os moradores tem todas as ferramentas para solucionar o problema, desde crucifixos até estacas de madeira.

Guilherme disse...

A propósito, aqui, o membro de uma família religiosa "possuído pelo demo": http://www.ae.com.br/institucional/ultimas/2008/jun/22/111.htm

Sem nome, por tempo indeterminado... disse...

Ahh, lendo o que tu andas lendo por aí... te deixo uma dica de livro: "Para homens na crise dos 40 e mulheres interessadas em entende-los"
Do Juremir Machado, professor ali da PUC.